A 13 de março de 2020 anunciou-se a suspensão das aulas presenciais como forma de contenção da pandemia de Covid-19.

Consciente do papel decisivo das tecnologias digitais e de trabalho a distância, fundamental durante esse período de confinamento, a Rede de Bibliotecas Escolares sugeriu, de imediato, às bibliotecas que aperfeiçoassem a sua presença em linha, tornando-a o mais estruturada e eficaz possível.

A biblioteca escolar devia recentrar e projetar o seu serviço e as suas atividades em função de novos contextos, pelo que a RBE recomendou às bibliotecas que procurassem responder às exigências dos seus utilizadores, redirecionando a sua ação para a criação de serviços capazes de apoiar as novas formas de trabalho. Para sustentar essa resposta, foi publicado, a 23/03/2020, o documento Biblioteca escolar digital.

Com o objetivo de ajudar os professores bibliotecários a pensar o seu papel nessa conjuntura e no plano de ensino a distância das suas escolas, a Rede de Bibliotecas Escolares disponibilizou, em 08/04/2020, A Biblioteca Escolar no Plano de E@D – Roteiro para professores bibliotecários: um documento orientador, articulado com os princípios para a implementação do ensino a distância (E@D) nas escolas, a ser encarado à luz de cada contexto e apropriado por cada interveniente da forma mais oportuna e adequada.

Com a publicação deste recurso interativo: biblioteca escolar digital, pretendeu-se dar continuidade e ampliar o documento publicado em 23/04/2020, apresentando-se sugestões de trabalho, curadoria de conteúdos, instrumentos e tutoriais.

No final do ano letivo, houve necessidade de mostrar o excelente trabalho que tinha sido feito pelas bibliotecas em período de confinamento e surgiu uma nova secção (práticas a-distância).
 
Na preparação do ano letivo 2020-2021, ainda sob  a sombra da pandemia Covid 19, o Ministério da Educação publicou o documento Orientações para a recuperação e consolidação das aprendizagens | Ao longo do ano letivo de 2020.21 (que contém igualmente orientações para as bibliotecas escolares). Este documento prevê que no ano letivo de 2020/2021 se equacione, desde logo, a recuperação das aprendizagens não realizadas/ consolidadas no ano letivo anterior, bem como se redefinam estratégias de ação que permitam chegar a todos os alunos, a partir de um diagnóstico preciso e através do desenvolvimento da escola como um ecossistema de aprendizagem, quer se trate de um contexto presencial, misto ou não presencial.
 
Passado cerca de um mês de aulas do ano 2020-2021, importou mostrar a forma como as bibliotecas se apropriaram do documento e o levaram à prática, pelo que se criou uma nova secção (recuperação e consolidação das aprendizagens).
 
Este é, pois, um sítio que reflete a forma como a Rede de Bibliotecas Escolares (desde os seus serviços centrais aos mais descentralizados, na figura de cada uma das bibliotecas escolares) é capaz de se adaptar com rapidez e eficácia às necessidades e desafios que surgem no contexto educativo. 
 
Abarcando todos os domínios da ação da RBE, a biblioteca escolar digital assenta nos pressupostos do trabalho em rede, segundo os quais todos podem aprender uns com os outros, participar e colaborar. Os professores bibliotecários adaptam aos seus contextos educativos as orientações centrais e colocam-se, em todas as situações, ao serviço do processo educativo nas suas escolas e comunidades educativas. 
_
Contactos
_
Acessibilidade
_
Lista de distribuição
_
Blogue
_
Facebook
_
Instagram
_
Twitter
_
YouTube
_
Flipboard