Iniciativas > Estudos

Literacia Mediática nas Bibliotecas Escolares

O estudo "Literacia Mediática nas Bibliotecas Escolares" surgiu de uma parceria informalmente estabelecida entre o MILObs (Observatório sobre Media, Informação e Literacia) e a RBE (Rede de Bibliotecas Escolares), a partir do trabalho iniciado pelas autoras com a finalidade de conhecerem o panorama geral da literacia mediática no contexto da biblioteca escolar. Tendo como pressuposto que a biblioteca escolar tem sido um dos espaços que mais contribui, na escola, para a promoção das literacias mediática e de informação, o estudo teve por base a aplicação, em 2019, de um questionário a todos os professores bibliotecários em exercício de funções, do que resultou uma amostra de 723 professores bibliotecários. Com esse questionário pretendeu-se fazer um levantamento e caracterização das atividades que se têm realizado na área da literacia mediática e, também, dos principais pontos fortes e pontos fracos da sua implementação.

Previamente à apresentação dos resultados obtidos, o estudo refere-se à emergência da literacia mediática nas bibliotecas escolares e ao seu posterior desenvolvimento com a publicação e aplicação do referencial Aprender com a Biblioteca Escolar. Inclui, também, uma breve introdução sobre a ação eminentemente educativa e formativa a levar a cabo, colaborativamente, pelo professor bibliotecário e pela biblioteca escolar, sobretudo em prol da leitura e das literacias mediática e de informação. As noções apresentadas, assim como o conceito de literacia mediática subjacente ao estudo, são suportados em vários autores e instituições de referência. Os resultados são ainda precedidos da descrição da metodologia e da caracterização da amostra. Neste estudo, a explanação dos resultados gerais tem por base apenas a análise estatística descritiva.

No final e após as conclusões apresentadas, os leitores são colocados perante algumas interrogações que o estudo motivou às autoras. Melhorar as ações educativas e solucionar problemas que destas decorrem exige, antes de mais, um conhecimento mais rigoroso do que aquele que resulta da “espuma dos dias”.  Nesse sentido, o estudo e as interrogações são também um convite à reflexão e ao debate sobre os aspetos a desenvolver, as dificuldades encontradas e os modos de as ultrapassar. Será alimentando esse debate e reflexão e contribuindo para a definição de intervenções adequadas e fundamentadas, a diferentes níveis, que o estudo ganha pertinência e utilidade.

Poderá ouvir a apresentação do estudo na rubrica Ouvido Crítico.

_
Contactos
_
Lista de distribuição
_
Blogue
_
Facebook
_
Instagram
_
Twitter
_
YouTube
_
Podcast
_
Flipboard